sábado, 4 de dezembro de 2010

entrei no quarto, a luz estava apagada.
"por que está deitando do outro lado?"
"é o calor..."
e tudo ficou fora de lugar. é disso que falo...
esse lugar que é o conforto das coisas nos seus devidos espaços. onde todos dormem no seu lado da cama, onde todos dialogam francamente sem a idéia ilusória, sem o "tem mais coisa aí".
Não tem nada.
Não deveria ter.
"eu te amo, independente de qualquer coisa"
"e esse qualquer coisa, vem de onde?"
"é porque você me irrita muito."
"ah tá, boa noite"

curtos assuntos da noite de sábado que me fizeram reaver outro.
um abre-fecha de aspas que me esgotou o pensamento e me fez ter certeza: tudo está fora de lugar.
eu já não consigo mais convencer, conversar, constatar.
Dei uma volta inteira no meu temperamento.
E tem dias que não chego a conclusão alguma.

Nenhum comentário:

Postar um comentário